Localização 

 

Localizada quase no centro do Concelho de Sintra, a Freguesia de Algueirão - Mem Martins tem como limites a Norte a União de Freguesias de Almargem do Bispo, Montelavar e Pêro Pinheiro, a Noroeste e a Sudoeste com a União de Freguesia de S.Pedro, Sta Maria e São Miguel e São Martinho, a Sul a de Freguesia de Rio de Mouro e a Este a União de Freguesias de Queluz – Belas. Ocupa uma área de 1.596 ha.

 

É composta pelas seguintes povoações: Algueirão, Mem Martins, Mercês, Sacotes, Baratã, Recoveiro, Casal da Mata, Coutim Afonso, Raposeiras, Pexiligais e Barrosa. A Freguesia caracteriza-se por duas zonas distintas, uma urbana (Algueirão, Mem Martins e Mercês) e outra com características rurais (Sacotes, Baratã, Recoveiro, Casal da Mata, Raposeiras, Pexiligais, Coutim Afonso e Barrosa). Existe ainda uma demarcada zona industrial situada no Bairro de S. Carlos.

 

Os acessos à freguesia são garantido por estações ferroviárias (linha Lisboa / Sintra), carreiras regulares de autocarros e uma boa via rodoviária, assegurando um acesso fácil e rápido à freguesia (IC 19). Possui ainda uma estação ferroviária em Telhal, servida pela designada Linha do Oeste.

 

Quando foi criada 

 

Pela lei Nº 21/88, de 1 de Fevereiro, foi elevada à categoria de Vila a “povoação de Algueirão-Mem Martins”, do concelho de Sintra. Ora, essa povoação não existia, já que historicamente a povoação de Algueirão e a povoação de Mem Martins sempre foram duas localidades com identidade e características próprias , até à criação da Freguesia com o nome de Algueirão-Mem Martins, pelo Dec.-Lei Nº 44147, de 5 de Janeiro de 1962. Na referida lei, confundiu-se a circunscrição administrativa (Freguesia) com a povoação que constitui apenas o aglomerado habitacional contínuo.

 

A origem toponímica da povoação de Algueirão tem a ver com a morfologia da área. O nome Algueirão será o aumentativo de “Algar” (do árabe Al-gar) que significa buraco, caverna ou gruta. A sua criação remonta provavelmente ao tempo da ocupação árabe, uma vez que já lhe é feita uma referência no foral de Sintra, de 1154, outorgado pelo nosso primeiro Rei, D. Afonso Henriques. Em 1253, aquando da primeira divisão do País, Algueirão foi integrado na Freguesia de São Pedro de Canaferrim. Em 1370 tinha dentro da sua alçada o lugar de Sacotes. segundo o Prior António Sousa Seixas em 1758, Algueirão era cabeça de vintana (ou vintena) com 22 lugares sob sua jurisdição, para efeitos de cobrança de impostos e administração da justiça. Em 1527, segundo o censo mandado realizar por D. João III, existiam no Algueirão 35 famílias. Segundo o prior Seixas acima referido, havia, em 1758, 87 famílias na povoação e cerca de 287 habitantes. Em 1838, segundo o Visconde de Juromenha, no livro “Cintra Pinturesca”, Algueirão tinha 43 fogos. Em 1838 segundo o Visconde de Juromenha, no livro já citado, Mem Martins tinha 25 fogos e à volta de 120 habitantes. Durante séculos o crescimento demográfico do Algueirão e da vizinha povoação de Mem Martins não foi significativo. Porém, o crescimento acentuou-se a partir da inauguração da linha do comboio de Lisboa/Sintra, nos fins do século XIX e foi exponencial sobretudo nos últimos 30 anos.

 

 

Origem do Nome 

 

Esta é uma Freguesia cujo nome tem origem árabe. Vem da palavra 'Algueiran', plural de 'Algar' que significa caverna gruta. Já o nome Mem Martins, segundo o arqueólogo Rui Oliveira, provavelmente origina do nome do cavaleiro medieval que morou nesta região e que chamava-se Martim Escorso. Consequentemente, o nome poderá também provir do apelido dos filhos deste cavaleiro que também viveram nesta região e que se chamavam 'Martins'.

 

 

População 

 

Segundo o Plano de Ordenamento Municipal do Concelho de Sintra, publicado pela CMS em 1991, a população é constituida por cerca de 75.000 pessoas. A densidade populacional é de 2.493 habit./Km2, o que significa que é uma densidade populacional muito alta (é das maiores do Concelho) e o povoamento é concentrado. A repartição por faixas etárias, mostra que se trata de uma população relativamente equilibrada com um coeficiente de desenvolvimento médio. De acordo com as mesmas estatísticas, a população jovem (com menos de 18 anos) era cerca de 15.000 indivíduos, enquanto que a população adulta e a de 3ª idade perfazia um total de 26.000 indivíduos (de um total de 40.566 indivíduos).