Agenda de Eventos

Contactos

Rua Domingos Saraiva, Nº 6
2725-286 Algueirão-Mem Martins

219 229 450/8

219 229 459

geral@jfamm.pt

2ª feira a 6ª feira
das 9:00 às 17:30

 

Depois do cancelamento do primeiro dia de festa por causa do mau tempo, os segundo e terceiro dias da Feira do Fumeiro foram um sucesso.


Nestes dois dias, a festa foi dedicada ao fumeiro. As bancadas decoradas a rigor, mostravam alguns dos melhores e mais tradicionais produtos nacionais, com várias localidades do país representadas na feira.


Vindo diretamente de Alfândega da Fé, a empresa de Luís Mónico trouxe diversos produtos típicos da região. "Temos aqui o Botelho e a Bucheira que são dois enchidos típicos da nossa região, temos ainda salpicão, linguiça e alheiras de caça... Tudo feito de forma artesanal", dizia o vendedor aos clientes curiosos. Mas de Bragança vieram ainda o folar transmontano, broas, figos secos, mel, queijos, azeitonas e azeite produzidos naquela região.


Numa bancada ao lado, igualmente bem decorada, António Queirós trazia-nos as tradicionais alheiras, salpicões, moiras, chouriças, presuntos, barriga e cabeça de porco fumados, típicos da região de Baião. Sem esquecer o vinho, queijos, broa de milho e o famoso biscoito da Teixeira.


Também da zona de Abrantes e da região do Alentejo vieram comerciantes e produtores com enchidos e produtor idênticos, mas todos com um toque e sabor característicos de cada uma destas zonas do país.


Mas nem só de fumeiro se fez a festa.


Durante os dois dias podia, ainda, passar-se pelas já habituais tendas de tarot, bijuterias e roupas.


Também aqui marcaram presença os crepes feitos em forno de lenha, o pão com chouriço, farturas, cafés locais com uma diversidade de bolos e pães a perder de vista, castanhas assadas e ainda a famosa ginjinha de Óbidos.


A zona da restauração, localizada mesmo em frente ao palco, enchia-se ao fim da tarde e durante a noite para os espetáculos agendados.


Nos dias 2 e 3 de fevereiro passaram pela Feira do Fumeiro, artistas como Marco Nunes e Fernando Showman que animaram a festa com bailes e espetáculos tradicionais ou não fosse esta uma feira 100 por cento portuguesa.